6.25.2008

A Praia






A época balnear recomeçou com o final da primavera.

A imagem da praia e o seu significado tem sofrido algumas alterações ao longo da história. Mais recentemente, no século XVIII a praia de Robinson Crusoe ainda está associada às primeiras abordagens ao "novo mundo" onde as praias eram terras de ninguém e confrontos sanguinários ocorriam com as tribos indígenas. Mais tarde a praia e as zonas costeiras do século XIX associavam-se a terapias. Mas foi com a cidade industrial que a praia foi procurada como escape à vida infecta - os primórdios da praia contemporânea.
Hoje a praia é um motor de imagens e transformação do território. A Praia contemporânea é um processo sócio-económico à escala global, é a paisagem em saldos. Felizmente ainda se encontram algumas pequenas pérolas.

1 Comentários:

Anonymous Sebastiao disse...

É realmente interessante como certas intervenções no espaço do nosso quotidiano,pelo seu carácter «descintonizado» podem remeter o nosso espirito para a integração num território mais vasto, recolocando o sentido da nossa existencia sob formas mais puras...mesmo que na realidade estas ja se encontrem a ser corrompidas.

26/6/08 00:35  

Enviar um comentário

<< voltar